quinta-feira, 6 de junho de 2024

Simão Sabrosa participa e vence Circus Cup


No passado domingo, dia 2 de junho, realizou-se, na Bélgica, um jogo solidário que juntou várias lendas do futebol (Circus Cup). 

Simão não só participou como, junto da sua equipa, capitaneada por Alessandro Del Piero, venceu a Circus Cup. 

Também, Tiago, Saviola e Karagounis (jogadores que passaram pelo Benfica) participaram neste evento, cuja receita reverteu totalmente para associações locais.

 

 In: Simão Sabrosa Fãs


domingo, 12 de maio de 2024

A transferência falhada de Simão Sabrosa para o Liverpool: «A BOLA escancarou tudo»

 

Simão Sabrosa era uma das estrela do Benfica em 2005, quando ajudou a equipa a quebrar uma série de 11 anos sem conquistar a Liga. No verão desse ano, o Liverpool, acabado de vencer a Liga dos Campeões, esteve muito perto de contratar o avançado português, como o agente Paulo Teixeira explicou.

Este domingo, através da rede social Facebook, Teixeira disse que o treinador dos reds Rafa Benítez viu Sabrosa como uma alternativa à contratação de Ricardo Quaresma: «Rafa confessou-me a sua frustração por não conseguir obter resposta do FC Porto pelo interesse manifestado pelo Ricardo Quaresma. Conhecendo aquela barreira pintodacosteana, onde só os convidados VIP passam, sugeri-lhe o Simão Sabrosa, cujas características técnicas se assemelhavam ao extremo portista. Benítez ficou surpreso: ‘Y Benfica lo vende?!’.»

O agente explica que não demorou muito até começarem as negociações: «Tirei do sono o Jorge Baidek, o empresário que, na época, tinha trânsito livre junto a Pinto da Costa e mantinha uma estreita relação com José Veiga, então diretor geral do SLB. Baidek acionou o jornalista João Diogo, pai da esposa do Simão Sabrosa, e a operação começou rapidamente a tomar forma. Informado, Luiz Filipe Scolari facilitou a tarefa e imediatamente dispensou o jogador dos trabalhos da seleção nacional.»

Teixeira explica que «a oferta do Liverpool era de 12 milhões de euros parcelados (10+2 em incentivos)» e até publicou um documento com essa proposta dos ingleses.

A resposta do presidente das águias Luí Filipe Vieira (LFV) foi clara: «Entregou ao João Diogo duas folhas em branco com o cabeçalho Benfica SAD, assinadas, e exigiu: ‘preencham isso e tragam 15 milhões para o Benfica!’.»

No entanto, a transferência caiu no dia seguinte, devido a uma capa de A BOLA, como Teixeira explica: «O jornal A BOLA escancarou a negociação na capa e o que deveria ser uma operação sigilosa tornou-se um manifesto público, irritando tudo e todos, já que Simão era o ídolo da nação encarnada. Nunca cheguei a saber quem vazou a informação.»


«Pressionado, LFV começou a recuar e alegou que a operação precisava de quatro assinaturas. Três já havia: a dele, a do Domingos Oliveira e a de Rui Cunha. Vieira saiu do escritório do Baidek dizendo que ia à casa da Dra. Teresa Claudino buscar a quarta. Nunca mais voltou», continuou.

Por fim, o agente revela ainda uma última tentativa que fez para tentar efetivar o negócio: «Baidek alugou um avião e aí cometeu-se o erro fatal: em vez de irmos a Tires e embarcar discretamente, o avião veio-nos pegar na Portela. Quando cheguei, no hall do aeroporto, a imprensa estava toda lá. Recuámos e cada um foi para sua casa.»

                                                              

                                                                                                                                                          In: A bola





quarta-feira, 1 de maio de 2024

Simão Sabrosa, o excêntrico

 Foi uma espécie de regresso ao passado. Na jornada anterior o avançado Rodrigo Pinho, do Estrela da Amadora, marcou um golo frente ao Boavista, no Estádio do Bessa, que parece pertencer ao tempo das cassetes VHS: livre de longe, remate em força com o peito do pé. Tão simples quanto belo e... raro. O leitor que faça o exercício: tente recordar-se dos últimos três golos de livre direto da sua equipa marcados pelo mesmo jogador. Se acha que é difícil, não exaspere, o fenómeno é global: os golos de livre direto têm vindo a cair a pique nas cinco principais ligas europeias, onde paradoxalmente estão os melhores executantes, aqueles para quem o couro não tem segredos. Segundo a plataforma estatística Opta, entre as épocas 2014/2015 e 2021/2022 foram apontados menos 75 golos nas big 5 desta forma. Observada a informação em gráfico, percebe-se que a questão é transversal: é uma queda acentuada a várias cores. Mais: em 64 jogos no último Mundial, no Catar (2022), apenas dois golos nasceram de livre direto, onde estavam, portanto, os melhores jogadores do mundo. De Messi a Ronaldo, de Modric a Kroos, de Kane a Mbappé.

Vários motivos estarão por detrás deste fenómeno. A massificação  da utilização dos dados ao serviço do futebol será um deles, segundo os quais as probabilidades de sucesso nos remates de longe são baixas, optando-se por jogadas de laboratório sempre que a bola esteja a mais de 30 metros; mas também as barreiras mais densas com a introdução do jogador-prancha, deitado de lado para permitir o salto dos colegas (cada vez mais altos).

Porém se pensarmos que no futebol corrido há cada vez menos golos em resultado de remates de meia distância (os números também o confirmam) facilmente chegamos à conclusão de que o jogo tem vindo a conhecer mudanças na dinâmica ofensiva —todas as equipas, de uma forma ou de outra, estão formatadas para tentar chegar ao golo num futebol cada vez mais associativo e, mais relevante ainda, tentá-lo a uma distância muito mais próxima da baliza, reduzindo ao mínimo o risco (a ousadia!) para o qual se inventaram tantos nomes: tiro, bilhete, bomba, petardo, míssil — termos que, à falta de uso e porque o wokismo um dia também irá estender os seus longos braços a gíria da bola, caminham para um processo de congelação.

Temos assim um futebol sem grandes craques do livre direto, do tiro libre, do free kick. Até o próprio Cristiano Ronaldo se tornou, com o passar dos anos, o oposto do que foi (e não é a idade que o explica), e nem mesmo Messi ficará para a história como um dos melhores executantes, comparado com jogadores de muito menor dimensão futebolística, mas que foram bem mais decisivos a fazer o esférico sobrevoar uma formação de homens alinhados.

Que se faça, pois, a homenagem a especialistas (sem ser necessário recuar a Eusébio, nem a Branco, Maradona, Celso ou Ronald Koeman) de um tempo que parece perdido sem que se entenda bem porquê. Juninho Pernambucano, Nedved, Ronaldinho Gaúcho, Beckham, o guarda-redes Rogério Ceni ou mesmo Simão Sabrosa foram mestres de uma arte que hoje parece estar atirada para a prateleira da excentricidade. Quando Ward Prowse, um razoável jogador do West Ham, é considerado o melhor batedor de livres de atualidade está tudo dito.

                                                                                                                                                          In: A bola


segunda-feira, 8 de abril de 2024

Simão e Vanessa divertem-se no Estoril Open

 
 

No passado dia 30 de março iniciou mais uma edição do Millenium Estoril Open, este ano marcado pelo adeus do mais bem sucedido tenista português João Sousa.

Foram muitos os famosos que passaram pelo Clube de Ténis do Estoril, entre eles, Simão e Vanessa.

quarta-feira, 27 de março de 2024

Simão Sabrosa e Rui Costa não foram sozinhos à gala do Benfica

 

Decorreu na noite desta terça-feira, dia 26 de março, a gala dos 120 anos do Sport Lisboa Benfica onde foram entregues os galardões Cosme Damião.

O evento reuniu várias caras ligadas ao clube das águias, entre elas Simão Sabrosa, que contou com a companhia de Vanessa Rebelo. Mas não foi o único a marcar presença no evento com a companheira. Também Rui foi acompanhado da mulher.

In: Sapo Lifestyle

sexta-feira, 26 de janeiro de 2024

Benfica homenageia Fehér na Hungria

No dia em que se assinalam os 20 anos desde o falecimento de Miklós Fehér, o Benfica prestou homenagem ao avançado húngaro, que caiu inanimado no relvado, no decorrer do Vitória SC-Benfica, a 25 de janeiro de 2004. 

 Em Budapeste, Fernando Seara, presidente da Mesa da Assembleia Geral dos encarnados e Simão Sabrosa, diretor para as Relações Internacionais do Clube, foram recebidos pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros e Comércio Húngaro, Péter Szijjártó

Nesta quinta-feira, 25 de janeiro, os representantes do Benfica participaram também nas cerimónias evocativas de Fehér no estádio do clube onde fez este fez a formação, o ETO Györ, em Györ.

In: Sport Lisboa e Benfica

domingo, 21 de janeiro de 2024

12 anos e um filho depois, Simão Sabrosa e Vanessa Rebelo vão casar-se. "Que venha mais um capítulo"

O ex-futebolista pediu a companheira em casamento e fê-lo com a ajuda dos filhos mais novos. O casal partilhou nas redes sociais algumas imagens do emotivo momento.

Juntos há mais de uma década, Simão Sabrosa e Vanessa Rebelo vão casar-se. O ex-futebolista, de 44 anos, e a designer de interiores, de 42, partilharam nas redes sociais o próximo passo nas suas vidas. No vídeo, cuja banda sonora é a música "How am I supposed to live without you", de Michael Bolton, é possível ver o casal a abraçar-se e também o anel de diamantes, símbolo do compromisso.

"Que venha mais um capítulo neste livro que é tão nosso. Amei a cumplicidade destes três meninos/homens da minha vida. Juntos criaram e preparam uma surpresa linda. Uma história bonita para vos contar mais tarde…", contou Vanessa Rebelo.

Juntos há 12 anos, Vanessa e Simão têm um filho em comum, Simão Salvador, de 5 anos. Vanessa Rebelo tem ainda mais um filho, Rodrigo, de 14 anos, fruto do casamento com Bruno Aguiar. Simão Sabrosa é pai de Martim, de 20 anos e Mariana, de 23, fruto do casamento com Filipa Valente, que terminou em 2011.

 In: Magg

segunda-feira, 18 de dezembro de 2023

Simão: «Toulouse? Estaremos a jogar fora como se estivéssemos em casa»

 

O diretor para as relações internacionais do Benfica, o ex-futebolista Simão Sabrosa, sublinhou esta segunda-feira a boa campanha europeia do Toulouse, apesar das dificuldades da equipa na Liga francesa.

«É a primeira vez que vamos defrontar o Toulouse. Apesar de não estar muito bem no campeonato, fez uma fase de grupos da Liga Europa muito boa, ficando apenas a um ponto do Liverpool», comentou o antigo jogador, em declarações à BTV.

Simão Sabrosa esteve presente no sorteio que determinou o Toulouse como adversário do Benfica no play-off de acesso aos oitavos de final da Liga Europa.

«Vamos encarar esta eliminatória como sempre, com muito respeito, rigor e ambição, que são as nossas características», acrescentou o dirigente, considerando que nestas provas não há favoritismo dos encarnados, mas a vontade de passar à fase seguinte.

E mesmo em relação às ambições do Benfica na Liga Europa, competição para o qual foi relegado depois de terminar a fase de grupos da Liga dos Campeões em 3.º lugar, Simão entende que é preciso pensar passo a passo.

«Temos de pensar apenas numa eliminatória de cada vez. Encarar jogo a jogo e fazer o que temos feito, representar da melhor forma o Benfica, respeitar o adversário e tentar passar à fase seguinte. Temos total confiança na equipa e no treinador, a estrutura está a trabalhar muito bem, portanto, estamos a viver um bom momento. Queremos continuar. Ainda falta muito tempo para esta eliminatória, mas no momento certo vamos prepará-la da melhor forma», adiantou.

Em Toulouse, onde o Benfica disputará a segunda mão, a 22 de fevereiro, Simão Sabrosa confia no forte apoio da comunidade portuguesa emigrada em França.

«Esperamos sentir esse ambiente. De facto, sabemos que há uma comunidade portuguesa muito forte. Contamos, sem dúvida, com esse apoio. Estaremos a jogar fora como se estivéssemos em casa. Esperamos contar com o apoio dos portugueses que apoiam o nosso clube», assinalou.

 In: MaisFutebol

 

quinta-feira, 8 de junho de 2023

Simão Sabrosa visitou Centro de Dia no Estoril

O Centro de Dia do Centro Social Paroquial de São Pedro e São João do Estoril recebeu na segunda-feira, 5 de junho, uma surpresa muito especial: a visita de Simão Sabrosa! 

Através da Fundação Benfica, o diretor de relações internacionais do Clube proporcionou aos idosos um dia imbuído de emoção, em que receberam autógrafos e cachecóis do Glorioso, tiraram fotografias e partilharam histórias com o antigo craque e capitão do Benfica. 

"Momentos de alegria" que Jorge Santos, diretor do Centro, considera salutares. Aos microfones da BTV, Simão Saborosa mostrou-se sensibilizado pela ação: "Poder sentir o carinho e ouvir palavras que nos sensibilizam e nos deixam orgulhosos por estarmos presentes é reconfortante."

In: SLBenfica.pt

terça-feira, 6 de junho de 2023

Vanessa Rebelo estreia programa de televisão

 

O canal Casa e Cozinha estreia no dia 13 de junho “A Dica que Fica” um formato original que promete apresentar soluções para o lar, adaptadas ao atual contexto social e financeiro dos portugueses. O programa vai ser conduzido pela designer de interiores Vanessa Rebelo. A LuxWoman esteve à conversa com esta “menina mulher, que gosta que gostem dela” e que é “sonhadora, criativa e adora ajudar os outros”. 

Produzido pela Azeitona Criativa, “A Dica que Fica” será emitido entre programas, sem horário fixo, sendo que todas as segundas-feiras irá estrear um episódio novo.O que podemos esperar do programa? 

Neste programa podemos esperar uma série de dicas práticas, que favorecem a simplicidade e também budgets adaptados à realidade atual. No digital também haverá um formato com todas as dicas, dado que hoje em dia é uma plataforma com uma influência bastante significativa  no mundo da comunicação.

Esta é a primeira vez que se aventura no mundo da televisão. Como foi a experiência?

Sim, de facto, foi uma estreia para mim. Foi uma experiência incrível, muito por conta de uma equipa fantástica que acompanhou toda a minha estreia. Neste momento, estamos a viver uma fase complicada com a doença da minha mãe e conjugar tudo mostrou-se desafiante. Nem sempre foi fácil equilibrar a vertente profissional com a emocional, mas tudo funcionou e resultou numa aventura incrível com uma equipa fantástica que me acompanhou e nisso tenho que estender a minha gratidão, sem dúvida.

Em cada programa, partilha dicas e soluções para a organização de cada área da casa. Para si, qual a dica mais útil e essencial?

As cores da casa e a dica das bananas. Assistam que vão acabar por descobrir (risos).

Qual o maior erro cometido pelas pessoas, no que toca à decoração? 

Normalmente, o maior erro é na escolha dos móveis e o relacionamento que os próprios acabam por ter com o espaço escolhido. Diria que na sua maioria e pela amostra que tenho, o tamanho dos próprios móveis relativamente ao espaço escolhido. Mas o erro mais comum é não viverem a sua própria casa. Embora hoje em dia, devido às  circunstâncias pelas quais todos na sua maioria experienciámos com a pandemia, creio que a nossa casa, obviamente para quem tem essa oportunidade, deve ser transformada de forma a proporcionar um espaço que no fundo amemos. Não penso que uma casa seja apenas um local para dormir ou comer sem usufruir na sua totalidade de outra forma. Deverá ser um espaço de convívio com a nossa família, com os nossos amigos, em que criamos memórias para mais tarde recordarmos. 


Quem é Vanessa Rebelo?

Uma menina mulher, que gosta que gostem dela. Uma menina mulher que tem muita luz, sonhadora, criativa e que adora ajudar os outros. Acha que a vida é tão mais simples e que as pessoas não se lembram de que a mesma não é eterna.

“Os 10 Mandamentos da Casa Pequena”, “Conservação dos Alimentos”, “Organização do Frigorífico”, “Organização do roupeiro”, “Reciclagem e upcycling de móveis e embalagens”, “A Era do Teletrabalho”, “Aromas para a Casa”, “As Cores da Casa”,  “Arrecadação” e “Em Busca da Meia Perdida” são os temas dos 10 programas, com cerca de 5 minutos de duração, que estreiam no dia 13 de junho.


In: LuxWoman